CERVEJAS FLYING DOG E ANDERSON VALLEY – QUÃO LUPULOMANÍACO VOCÊ É?

O ano de 2010 já tem seu marco na nossa cultura cervejeira: as primeiras cervejas da escola americana finalmente chegaram em terras brasileiras, preenchendo esta imensa lacuna, que já perdurava por anos. Encabeçada pelas cervejas da Flying Dog e da Anderson Valley, a invasão americana já conta também com as cervejas da Brooklyn, do mestre Garrett Oliver (e que serão objeto de outro post por aqui, em breve!) e abre esperanças a todos os amantes da cerveja de que em breve teremos um portfólio representativo das principais cervejas ianques ao nosso alcance.

A Flying Dog é uma cervejaria que começou suas atividades como brewpub na década de 90, em Aspen, famosa estação de esqui do Colorado, até fixar-se no estado de Maryland. Seus proprietários tinham estreita amizade com o revolucionário jornalista americano Hunter S. Thompson, e muito de seu espírito pode ser sentido nos impagáveis rótulos da cervejaria. As descrições das cervejas que estão neles são simplesmente hilárias. Assim como a arte assinada pelo britânico Ralph Steadman, outro pirado amigo dos caras, que é igualmente irreverente.

Outra característica perceptível é comum a tantas cervejarias americanas que ajudou a delinear o que chamamos hoje de “escola americana”: a enorme paixão pelo lúpulo e por cervejas que tenham lupulagens não apenas evidentes como, em vários casos, seja a característica predominante da cerveja. Os americanos são responsáveis por criar estilos como “Imperial IPA“, “Imperial Pilsner“, e versões mais lupuladas de quase todos os estilos originalmente europeus. A importância do lúpulo é tão grande que a Flying Dog estampa em todos seus rótulos o IBU (“International Bitterness Unit”, unidade de amargor da cerveja) de cada cerveja, além do teor alcoólico. Para atrair, prevenir ou assustar, o consumidor já é avisado de índices estratosféricos como 85 IBUs (a maioria das lagers padrão não passam de 15), o que revela ao intrépido bebedor a encrenca que ele está prestes a encarar.

A predileção pela presença forte de lúpulo também é característica das cervejas da Anderson Valley Brewing Co., porém de forma um pouco mais equilibrada. Localizada em Boonville, California, a Anderson Valley é uma das cervejarias mais conceituadas entre os americanos. É mais uma cervejaria que começou como brewpub (bem que a moda poderia pegar mais por aqui…) e que teve sua expansão nos anos 90. Os rótulos trazem o dialeto falado na região da cervejaria e que ajuda a batizar as cervejas, premiadas diversas vezes em concursos internacionais, além do mascote “beer”, um cruzamento de urso (bear) com veado (deer). Apenas para fazer o trocadilho com cerveja. É, já estava na hora de chegar cervejas como essas por aqui. E você, quão lupulomaníaco (e irreverente) você é?

Flying Dog Doggie Style Classic Pale Ale – 5,5% – IBU 31

Cor castanho-âmbar, translúcida, espuma morena; aroma de lúpulo (Cascade predominante), grapefruit, maracujá, cítrico. Na boca é seca, lupulada e amarga. Corpo e sensação de álcool baixas. Pale ale americana clássica como atesta o nome, de alta drinkability. Muito boa.

Flying Dog Old Scratch Amber Lager – 5,5% – IBU 19,5

Cor castanho-âmbar escuro, translúcida; aromas de malte caramelo e lúpulo (menos intenso), na boca traz equilíbrio entre lúpulo e malte caramelo, com lupulagem nobre e amargor em boa intensidade. Bela cerveja!

Flying Dog Tire Bite Golden Ale – 5,0% – IBU 16,5

Cor amarela/dourado-claro, translúcida, espuma de boa persistência. Aromas de malte pilsen, adocicado, biscoito (kölsch, helles). Cerveja refrescante, com agradável final de lúpulo, que permanece no retrogosto. Corpo baixo, muito bem feita. Boa para abrir os trabalhos.

Flying Dog In Heat Wheat Hefe Weizen – 4,7% – IBU 12

Cor amarelo-médio, semiturva, espuma muito abundante, porém não muito densa ou persistente. Aromas típicos, cítrico, ácido, tutti-frutti, abacaxi, fermento. Muito carbonatada, na boca revela sabor predominante de malte, baixa acidez e pouca presença de fermento.

Flying Dog Snake Dog IPA – 7,1% – IBU 60

Cor laranja, turva, espuma densa e abundante e… de longe o ataque dos lúpulos já é sentido. O aroma é de lúpulo intenso (Cascade predominando), com notas predominantes de grapefruit e cítricos. Na boca, outra explosão de lúpulos: lupulagem agressiva, com malte caramelo bem ao fundo. Amargor intenso e persistente. Retrogosto amargo de lúpulo. Falta equilíbrio ao conjunto, falta malte, corpo e álcool para tanto lúpulo.

Flying Dog Kerberos Tripel – 8,5% – IBU 27

Cor amarelo-dourada, semiturva, espuma densa, abundante e persistente. Aromas cítricos, ácidos e de fermento, tipicamente belgas. Na boca, revela malte, frutados, cítricos, baixo amargor, acidez controlada e final levemente adocicado. É uma bela representante do estilo.

Flying Dog Road Dog Porter – 6,0% – IBU 31

Cor marrom avermelhada, translúcida, espuma densa e persistente. Aroma de maltes tostados, toffee, lembrando amber ales. Na boca, pouca torrefação e muito amargor para o estilo, e corpo baixo. Falta maltes torrados e sobra lúpulo.

Flying Dog Horn Dog Barley Wine – 10,2% – IBU 45

Cor marrom médio com reflexos rubi, espuma abundante e densa. No nariz, lúpulo, álcool e adocicado, lembrando melado (me lembrou muito o aroma da minha própria cerveja, a Hercule). Na boca, malte, caramelo, lúpulo, final amargo, alcóolico e adocicado. Belo corpo. Se a porter é desequilibrada, aqui o equilíbrio volta à tona. Excelente barley wine, estilo americano, lembrando Baden Baden Red Ale.

Flying Dog Gonzo Imperial Porter – 7,8% – IBU 85

Assustou com o IBU? Pode ficar tranquilo, a cerveja é equilibrada, e muito boa. De cor preta, aromas de chocolate amargo, torrado e café, na boca ela revela torrefação intensa (mas não é exagerada), notas de café e amargor de torrefação e lúpulo. O corpo e o álcool sustentam a torrefação e a lupulagem. Bela cerveja.

Flying Dog Double Dog Double Pale Ale – 11,5% – IBU 85

Aqui temos um conceito típico da escola americana: as double pale ales (ou imperial IPAs). Não se trata de pale ales um pouco mais intensas, e sim de cervejas realmente extremas, de enorme potência de lúpulo, principalmente. O rótulo chama a atenção que a double pale ale deles não é apenas uma bomba de lúpulo, e que possui um contraponto perceptível de malte, e é exatamente o que é esta cerveja: de cor castanha, turva, espuma densa e persistente, aroma de lúpulo muito intenso, cereais e malte caramelo, apresenta sabor inicial de lúpulo intenso, depois sabores adocicados de malte e final doce/amargo, com grande carga de lúpulo. Uma cerveja avassaladora, mas muito boa.

Anderson Valley Poleeko Gold Pale Ale – 5,5%

Cor laranja claro, turva, espuma abundante, densa e persistente. Aroma elegante de lúpulo, cítrico e malte caramelo. Corpo baixo, sabor de malte e lúpulo predominante. Pale ale elegante e agradável.

Anderson Valley Boont Amber Ale – 5,8%

Cor âmbar/castanho escuro, turva; aromas de lúpulo e maltes tostados, na boca revela malte caramelo inicial, lúpulo e final equilibrado.

Anderson Valley Boont ESB – 6,8%

Cor laranja, turva, espuma abundante, densa e bastante persistente. No nariz lupulagem fina, mel,malte; na boca é bem maltada, com bom equilíbrio entre malte e lúpulo.

Anderson Valley Hop Ottin’ IPA – 7,0%

Cor âmbar, turva, espuma abundante, densa e persistente. No nariz, lúpulo predominante, lembrando as IPAs inglesas. Na boca é bem amarga, agradável, com bom corpo, amargor persistente e álcool equilibrado.

Anderson Valley Barney Flats Oatmeal Stout – 5,8%

Cor preta, espuma morena densa e abundante.  Acidez notável no aroma e sabor. Aroma de maltes torrados, café….. Sabor ácido e torrado, textura aveludada, final de torrado intenso, café e chocolate. A acidez me incomodou um pouco, mas stouts aveludadas assim sempre são uma excelente pedida.

Onde encontrar:

BH: Mamãe Bebidas – Av. do Contorno, 1955 – Floresta – (31) 3213-9494

Na web:

Cervejasnet http://www.cervejasnet.com.br

Nono Bierhttp://www.nonobier.com.br

Ouvindo: ZZ Top – Beer Drinkers And Hell Raisers

Anúncios

3 Respostas para “CERVEJAS FLYING DOG E ANDERSON VALLEY – QUÃO LUPULOMANÍACO VOCÊ É?

  1. Mestre Lemos!
    Nessa Segunda-feira, provei a Snake Dog IPA. Estou sentindo gosto de lúpulo até hoje!
    Essa cerveja é um bom exemplar para quem quer saber o que é lúpulo…
    Junho aqui em POA?

    Aquele abraço!

  2. Pingback: Tweets that mention CERVEJAS FLYING DOG E ANDERSON VALLEY – QUÃO LUPULOMANÍACO VOCÊ É? « -- Topsy.com

  3. Sem dúvida, Patrick! Tome as da linha Canis Major assim que puder! Aliás, beba todas elas! Rssss… Cara, junho ainda tenho que “negociar” por aqui… hehehehe… te dou um toque assim que souber… abs!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s